imagem-post-177.jpg

Os benefícios da energia

solar para o Brasil

e sua região          

Quando o assunto é energia solar, logo se pensa nos atrativos descontos na conta de luz de quem instala placas fotovoltaicas nos seus telhados. E não é para menos.

A economia pode chegar a 95% sobre a fatura mensal do consumidor. Mas os benefícios vão muito além das contas individuais de energia.

 

Quer ver?

 

– Gera empregos locais de qualidade – foram 92 por dia só em 2019;

– Reduz perdas na transmissão e distribuição de eletricidade: para chegar até nossas lâmpadas a energia precisa viajar até 400 km, e boa parte se perde no caminho. Essa perda é o 3° maior consumo de energia elétrica no país, atrás apenas do consumo industrial e residencial. A energia solar encurta essa distância para 40 metros no máximo;

– Diminui também a necessidade de investimento em grandes obras de infraestrutura para dar suporte ao setor elétrico, como a construção de novas hidrelétricas ou de linhas de transmissão;

– Traz maior segurança energética para o país diante de situações de falta de água para os reservatórios das hidrelétricas, atenua a pressão sobre os recursos hídricos preservando rios e oferece diversidade para a matriz energética;

– Com a solar, as usinas termelétricas, aquelas que queimam carvão e petróleo e também os geradores a diesel, são menos acionadas (assim é menos bandeira vermelha na conta de luz). Você sabia que a energia gerada pelas termelétricas pode ser 6 vezes mais cara que a das hidrelétricas? Outro detalhe: por ano, a população paga em torno de R$ 700 milhões para subsidiar a energia gerada por carvão mineral e R$ 6,3 bilhões para subsidiar combustíveis fósseis, tecnologias altamente poluentes;

– Além é claro, da enorme redução nas emissões de gases de efeito estufa, uma família que utiliza a energia solar fotovoltaica deixa de emitir 130Kg de CO2 por ano.

Todos estes elementos aliviam o preço final da conta de energia de todos os cidadãos, que muitas vezes nem sabem que pagam por estes investimentos, desperdícios e subsídios.

unnamed.jpg

Polônia e o investimento solar na ciclovia  

A notícia da Polônia e o investimento solar na ciclovia atrai a atenção e amplia nossa visão. Nossos olhos se abrem para as possibilidades do uso dessa fonte de energia que se multiplicam de forma surpreendente. A ciclovia na Polônia virou notícia desde sua inauguração em 2016.

Quem utiliza a bicicleta para transporte sabe que está exposto a vários riscos, especialmente à noite. Um objeto pequeno caído ao solo ou um animal podem ocasionar quedas terríveis, além da vulnerabilidade em relação aos automóveis.

Agora, imagine uma ciclovia de chão iluminado com excelente visibilidade! Gostaria de experimentar? Ela já existe!

Continue a leitura do texto para aprender mais. Durante o dia, o fósforo, componente do revestimento da ciclovia, absorve a luz do sol e à noite emite brilho. A ciclovia localizada na zona rural, próxima à cidade de Lidzbark Warminski, foi construída ao lado de uma rodovia. Os idealizadores esperam que a via iluminada por energia solar sirva para evitar acidentes. Além disso, o investimento solar na ciclovia é um estímulo para trocar o carro por um percurso seguro à noite. 100 mts de pista iluminada de azul, chama a atenção por vários motivos:

  • É atrativa;

  • É sustentável;

  • É segura; 

  • Permite maior visibilidade entre os usuários;

A iluminação pode durar até dez horas, tornando o trajeto mais tranquilo e agradável. Já a ideia, é a versão de um projeto executado na Holanda, lá, entretanto, utilizou-se o recurso do LED. O projeto Holandês foi uma homenagem a Vincent Van Gogh e sua obra Noite Estrela , data de 1889.

Na Polônia o asfalto emite luz própria e a cor escolhida foi o azul.

Fonte: https://kinsol.com.br/blog/